Home Office

Últimos posts por RS ADVOCACIA & CONSULTORIA (exibir todos)

Sua empresa está preparada para essa modalidade de trabalho?

Frente ao momento da pandemia do coronavírus (covid-19), adotar as medidas preventivas para a segurança de informação se tornou não só uma necessidade, mas também obrigação.
As empresas, para manter suas atividades, programaram iniciativas que consistem em flexibilizar os horários de entrada e saída, alternar equipes e, principalmente, adotar o trabalho no formato de home office.
Essa metodologia de trabalho tem sido cada vez mais comum, uma vez que permite aos trabalhadores, através de notebooks, smartphones, etc, manterem as suas rotinas fora do ambiente laboral. Isto não só garante a continuidade dos negócios como configura, também, uma verdadeira adaptação da atividade para o meio digital.
Ocorre que, apesar de tais medidas permitirem a continuação das atividades empresariais, elas também acabam por expor as empresas aos diversos riscos, haja vista o acesso dos sistemas das mesmas com as redes externas, através de equipamentos eletrônicos que, sem a segurança necessária, poderão sofrer invasões cybernéticas.
Assim, como fazer para evitar possíveis ataques maliciosos quando a maioria dos funcionários está trabalhando em casa?
Primeiramente, é imprescindível que a segurança virtual seja pauta em reuniões e até mesmo seja inserida nas políticas internas das empresas, notadamente nos dias atuais.
Além disso, é possível gerenciar o risco através do seguro cyber. Este se configura em uma prevenção estratégica que tem por objetivo minimizar perdas, mesmo que o incidente seja proveniente de uma atividade em home office.
Desta forma, urge orientar aos colaboradores da existência e dos danos que algumas condutas ou plataformas podem ocasionar, como, por exemplo:
a) Redes Virtuais Privadas (VPN): apesar de estas redes facilitarem a telecomunicação e acesso de documentos remotamente, elas podem ser porta de entrada de hackers.
b) Phishing: Com as atualizações diárias sobre o covid-19, as notícias podem bombardear sua caixa de e-mail. Com isso, cuidado com os de origem duvidosa, conhecidos como phishing. Eles podem se propagar com o intuito de roubar dados do usuário e senhas.
c) Wi-Fi: certifique-se de que a rede Wi-Fi que você está acessando é privada e não pública. Hackers costumam acessar dados confidenciais por meio de redes abertas.
d) Compartilhamento de informações: Não partilhe informações da empresa. Mantenha a integridade dos dados organizacionais.
Sendo assim, sugerimos que as empresas exijam a todos cuidados como: (i) efetivar a criptografia de disco;(ii) realização de atualizações com as últimas correções de patches, software e configurações de segurança; (iii) efetivação de dupla autenticação nas plataformas utilizadas; (iv) orientar os colaboradores como identificar phishing, e-mails maliciosos e sites duvidosos e, finalmente, (v) determinar que os funcionários informem qualquer situação anormal ou suspeita.

Fonte: Marsh – https://www.marsh.com/br/services/cyber-risk.html